Gerenciamento de Ativos de Software – SAM

Home Serviços Projetos 360° Gerenciamento de Ativos de Software – SAM

Gerenciamento de Ativos de Software - SAM

Licenças de software são ativos e investimentos e devem ser gerenciados como tal. A Support oferece um serviço para auxiliar as empresas a administrarem seus programas de forma a controlar custos e otimizar os investimentos e o uso dos softwares. É o Gerenciamento de Ativos de Software.

Com ele, as empresas podem proteger os investimentos em softwares, reconhecendo o que já têm, onde estão em execução e se todos os recursos estão sendo usados de forma eficiente. Dessa forma, evita, por exemplo, a aquisição de dois programas para as mesmas tarefas e indica qual dos dois é o melhor para determinado trabalho. Por consequência, há redução de custos, mais segurança e previsão das necessidades de softwares futuras.

O projeto inclui quatro passos:
  1. Inventário: relação dos softwares implantados na empresa. O inventário pode ser feito de forma manual ou por meio de ferramentas automáticas que examinam a rede;
  2. Organização: nessa etapa é feita a organização das licenças e documentação para cada título e versão de software. O trabalho inclui a relação de documentos que precisam ser arquivados e a melhor forma de fazer isso;
  3. Políticas e procedimentos: estabelecimento de novos padrões e diretrizes com respeito a todas as fases do ciclo de vida dos softwares, desde a aquisição, utilização e desativação ao armazenamento e proteção contra desastres;
  4. Manutenção do plano: atualização por meio de verificações por amostragem frequentes, inventários de software programados regularmente e treinamento contínuo dos funcionários.
Principais Benefícios
  • Redução de custos: valores associados com a compra e manutenção de biblioteca de softwares e sistemas de TI são reduzidos. A compra por meio de contratos de licenciamento de volume únicos possibilita o corte dos custos dos programas.
  • Gerenciamento de riscos: o serviço permite o controle dos riscos de negócios e legais relacionados à implantação de softwares impróprios.
  • Competitividade no mercado: a empresa pode manter-se à frente da concorrência por meio de operações dinamizadas e tempo mais curto de colocação de produtos no mercado.
  • Boa governança: demonstração de conformidade com a regulamentação governamental, como Sarbanes-Oxley.
  • Proteção contra desastres: proteção dos valiosos ativos de software da empresa no caso de imprevistos.